Notícias

4 professores não resistem e morrem de complicações da Covid de Mato Grosso

Publicado em 22 de junho de 2021

Reprodução

Sala de aula

Quatro professores, sendo dois da rede estadual de ensino e dois universitários, morreram vítimas em decorrência da Covid-19 (a doença causada pelo coronavírus). A maioria dos óbitos ocorreu nesta segunda (21). Desde o início da pandemia, já foram 11.711 mortes em decorrência do coronavírus.

Morreu nesta segunda (21) a professora Rosimeiry Alves Dutra, aos 58 anos, em Barra do Garças. Ela atuava na creche Moreira Cabral. Já no sábado (19), veio a óbito a professora Rejane Melhorança Albertão, de 47 anos, em Sinop. Em notas de pesar, o Sintep manifestou pesar e prestou condolências as famílias.

Outro profissional da educação que morreu de Covid-19 foi o professor Eden Aristoflavy Maranhão Praeiro. Ele tinha 56 anos e era contador, coordenador do curso de Ciências Contábeis da Universidade de Cuiabá (Unic) e ocupante da 21º cadeira da Academia Mato-Grossense de Ciências Contábeis. Em nota, o Conselho Regional de Contabilidade de Mato Grosso manifestou pesar pela morte do profissional.

O último professor morto foi Sabino Albertão Filho, na manhã desta terça (22), em Sinop, como já foi noticiado pelo RD News. Ele foi pioneiro do vôlei em Mato Grosso, docente na UFMT e secretário de Estado de Esportes e Lazer (Seel) no governo Dante de Oliveira.

Por Allan Pereira, RD News

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.