Notícias

Após atirar contra própria cabeça, jornalista não resiste e morre em MT

Publicado em 28 de junho de 2021

Antes de tentar contra a própria vida, Muvuca atirou na ex-namorada

A Polícia Militar confirmou a morte do jornalista José Marcondes Neto, o “Muvuca”, no início da tarde desta segunda-feira (28). Ele deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Tangará da Serra após atirar contra a própria cabeça. A informação foi revelada pelo blog A Bronca Popular, de Tangará da Serra.

Antes, “Muvuca” havia dado dois tiros na ex-namorada, Nádia Vilela, numa farmácia na região central de Tangará da Serra.

O caso teria motivação passional. Isso porque, a farmacêutica teria dito ao jornalista que reataria o casamento com o ex-marido, que já foi secretário na cidade. Inconformado, Muvuca foi a farmácia da ex-namorada e atirou contra ela e, depois, contra si próprio.

Após o disparo contra a própria cabeça, “Muvuca” foi levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em estado gravíssimo. No início da tarde, acabou não resistindo.

Já a mulher foi levada por populares a um hospital particular de Tangará, onde passou por cirurgia. Segundo as informações, o estado de saúde dela é grave.

José Marcondes era um jornalista polêmico em Mato Grosso. Atuou, principalmente, na área política.

Também militou politicamente. Em 2014, chegou a lançar-se candidato ao Governo do Estado, mas não obteve registro de candidatura e teve os votos invalidados. No ano passado, concorreu a uma vaga na Câmara de Cuiabá, mas também teve a candidatura indeferida.

POR LETÍCIA KATHUCIA, FOLHA MAX

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.