Banner de anúncio Black Friday Geométrico Moderno Vermelho Verde neon (1)

Prefeito Adilson é líder de intenções de votos para a prefeitura de Barra do Garças em 2024

O atual prefeito tem a menor rejeição entre os possíveis candidatos para as eleições municipais de 2024

 

Redação

 

De acordo com os resultados do levantamento conduzido pelo Instituto Meta, encomendada pela Rádio Aruanã FM, entre os dias 07 e 08 de novembro de 2023, o atual prefeito de Barra do Garças, Adilson Gonçalves de Macedo, desponta como favorito para as eleições municipais de 2024. O estudo revelou que, em um cenário com os concorrentes Adilson, Sandro Saggin e Roberto Farias, 53,5% dos entrevistados manifestaram intenção de votar em Adilson para continuar no cargo de chefe do executivo municipal, o que garantiria sua reeleição.

Enquanto o atual prefeito mantém a liderança, o ex-prefeito por dois mandatos, Roberto Farias, ficou em segundo lugar nas intenções de voto, com 26,7% a preferência dos eleitores. Por outro lado, o advogado e empresário Sandro Saggin obteve um apoio menos expressivo, com apenas 3,3% das intenções de voto, 13,8% não souberam responder.

Além disso, a pesquisa espontânea revelou que Adilson é o candidato mais bem avaliado entre os eleitores, com 42,5% das intenções de voto. O atual prefeito também se destaca como o candidato com o menor índice de rejeição entre a população de Barra do Garças, com apenas 6,9% dos entrevistados indicando que não votariam nele.

Os candidatos que apresentaram maior rejeição entre a população foram o professor Kiko com 26,7%, o advogado Sandro Saggin com 24,7% e o ex-prefeito Roberto Farias com 16,0%.

*Metodologia:* O Instituto de Pesquisa Meta conduziu um levantamento que contou com a participação de 550 eleitores residentes no município de Barra do Garças, de acordo com a resolução 23.600 do TSE. Dos entrevistados, 257 (46,7%) eram do sexo masculino e 293 (53,3%) eram do sexo feminino. A coleta de dados ocorreu nos dias 07 e 08 de novembro de 2023. Com um grau de confiabilidade de 95%, a pesquisa apresenta uma margem de erro de até 4%. Após uma cuidadosa tabulação dos dados, estes foram apresentados em formato de índices percentuais, considerados completos, coerentes e verídicos.

Compartilhe este artigo:

Últimas atualizações