Mulher propõe terapia de casal e companheiro a proíbe de entrar em casa

Reprodução

Reprodução

Roberto França Auad Júnior, 49 anos, foi denunciado pela sua companheira, Alexandra Dorileo de Paula, 53 anos, por violência doméstica, injúria e constrangimento. A vítima relatou à Polícia Militar que, após desavenças, propôs que eles fizessem terapia de casal e por conta disso foi proibida de entrar na casa onde mora.

Segundo relato da mulher, o casal está junto há 6 anos e, juntos, eles abriram um mercado na cidade de Chapada dos Guimarães, onde residem. Contudo, o homem não ajuda no comércio e só ficaria mexendo na internet durante todo o tempo.

No último dia 25, a mulher foi passar o fim de semana na casa de sua mãe e após retornar propôs ao companheiro que eles fizessem terapia de casal. Contudo, descontente com a proposta, o homem teria proibido a vítima de ter acesso à casa.

Conforme o registro policial, a mulher narrou aos agentes que não consegue ter acesso aos seus pertences que estão na residência. Segundo a vítima, o companheiro se utiliza do fato de ser de família influente para intimidá-la.

Além da proibição de acesso ao imóvel, o suspeito ainda não deixaria a mulher ter conta bancária e suspendeu o pagamento das mensalidades da faculdade da companheira.

Ao relatar a situação, a vítima citou ainda que em algumas discussões chegou a ser empurrada pelo homem. Diante disto, um boletim de ocorrência foi registrado e o caso é investigado pela Polícia Civil do município.

Khayo Ribeiro, Gazeta Digital
Compartilhe este artigo:

Últimas atualizações