Notícias

MT vai receber 177 mil doses extras de vacina para imunizar fronteira

Publicado em 15 de julho de 2021

Mato Grosso vai receber mais de 177 mil doses extra da vacina contra Covid-19 AstraZeneca. A decisão do Ministério da Saúde, anunciada nesta quarta (14), se estende a estados que fazem fronteira com outros países. A distribuição deve iniciar em 48h e o objetivo é reforçar a proteção nessas localidades para conter o avanço de possíveis variantes do vírus.

Nesta semana, foi confirmado que jogadores das seleções da Colômbia e do Equador, que se enfrentaram na Arena Pantanal na abertura da Copa América, em 13 de junho, em Cuiabá, estavam contaminados com a cepa colombiana, inédita no Brasil.

Gustavo Duarte

Capa Emanuel Queiroga

Apesar de pedido por fim de “tensão”, prefeito volta a cobrar doses extras

Diante da suspeita de novas cepas, ao visitar MT na última sexta (9), o ministro da Saúde Marcelo Queiroga anunciou que já estava avançada análise para envio de doses para imunizar ao menos 28 municípios de Mato Grosso na fronteira com a Bolívia.

A promessa foi feita ainda em junho, durante audiência no Senado no mês passado. Na ocasião, o ministrou voltou atrás na ideia de enviar doses extra a Cuiabá e Várzea Grande como compensação pela realização de jogos da Copa América como solicitou o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) e o deputado federal Emanuelzinho (PTB).

O assunto gerou uma tensão, pois chegaram a anunciar que a Capital receberia as doses extras após terem se reunido com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e Queiroga.

Apesar da confirmação de que jogadores vieram para Cuiabá contaminados com a nova cepa, o governo Federal não se pronunciou se pretende reavaliar a negativa de envio de mais vacinas. Durante a visita a MT, o ministro pediu a Emanuel que amenizasse a tensão sobre o caso. Mas, com a confirmação de que a realização da Copa América trouxe pessoas contaminadas para a Capital, o prefeito voltou a cobrar.

4 estados vão receber reforço na vacinação

No total, serão distribuídas para todo o País, em até 48 horas, mais de 4 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, produzidas no Brasil pela Fiocruz. Em um primeiro momento, os estados do Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná e Rondônia receberão doses a mais para vacinar os moradores das fronteiras, o que contempla 50% dessa população.

Nessa pauta de distribuição, também estão sendo enviados imunizantes para primeira dose de pessoas entre 55 e 59 anos, fora dos grupos prioritários, e para início da vacinação de bancários e trabalhadores dos Correios.

Além das vacinas, o Ministério da Saúde também entrega aos estados e Distrito Federal nos próximos dias mais de 5,3 milhões de seringas e agulhas de 1ml e de 3ml.

A estratégia de distribuição de vacinas Covid-19 é definida em reuniões entre União, estados e municípios, observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios. O objetivo é garantir a cobertura vacinal no tempo recomendado. No caso da vacina da Fiocruz, o intervalo é de 12 semanas.

Andhressa Barboza, RD News com Assessoria do Ministério da Saúde

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.