Aos 13 anos, Rayssa Leal conquista prata para o skate brasileiro

Com 1,47 m de altura, 35 kg e apenas 13 anos, Rayssa confirmou boa fase e se torna a mais jovem medalhista brasileira em olímpiadas

Rayssa Leal demonstrou categoria e sangue frio para conquistar a medalha de prata – Foto: Divulgação

A skatista Rayssa Leal, 13, entrou para a história dos Jogos Olímpicos e do esporte brasileiro. Nesta segunda-feira (26) ela, que é a mais jovem atleta delegação nacional, conquistou a medalha de prata na categoria street das Olimpíadas de Tóquio-2020.

Os especialistas no esporte imaginavam a possibilidade do Brasil ter pódio duplo ou até triplo, já que têm algumas das melhores atletas do mundo na modalidade. Mas ficou para Rayssa a responsabilidade de buscar a medalha sozinha, após as eliminações de Pâmela Rosa e Leticia Bufoni nas eliminatórias.

Natural de Imperatriz (MA), Rayssa ganhou projeção nas redes sociais aos 6, com um vídeo em que aparecia acertando manobras vestida com uma fantasia da personagem Sininho. Isso lhe rendeu o apelido de Fadinha, que a acompanha até hoje.

Rayssa tem de 1,47 m de altura e 35 kg e já é um dos principais nomes do street no mundo. Foi vice-campeã mundial em 2019 e chegou bem cotada para as Olimpíadas.

Kelvin Hoefler também conquistou a prata no skate em disputa realizada no domingo – Foto: Divulgação

ESTRÉIA
O skate está estreando nos Jogos e tem garantido boas notícias para o Brasil. No domingo

, da equipe masculina, havia conquistado uma medalha de prata também na categoria street.

O skate terá ainda as provas da categoria park, nos dias 4 e 5 de agosto.

Por Agora MT
Compartilhe este artigo:

Últimas atualizações