Notícias

Volta às aulas em MT fica condicionada à vacinação de professores

Publicado em 30 de junho de 2021

Projeto de autoria do deputado Elizeu Nascimento havia sido vetado por Mendes

Imagem: Elizeu Nascimento
O deputado estadual Elizeu Nascimento, que é autor do projeto – Foto: Assessoria

Previsto para ocorrer em agosto, o retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino em Mato Grosso está condicionado à vacinação dos profissionais da Educação contra a Covid-19.

Um projeto de lei neste sentido havia sido aprovado pelos deputados estaduais em abril, mas acabou sendo vetado pelo governador Mauro Mendes (DEM). Na ocasião, o Governo alegou “inconstitucionalidade formal por criar obrigações e interferir na organização e funcionamento de órgãos do Poder Executivo”.

No entanto, em sessão na manhã quarta-feira (30), o veto acabou sendo derrubado com 13 votos favoráveis e 7 contrários.

O autor do projeto, deputado Elizeu Nascimento (PSL), disse que apesar de os profissionais já estarem sendo imunizados, a votação dá segurança a categoria.

A medida, segundo ele, pode também fazer com que os municípios priorizem a vacinação dos professores, garantindo o retorno das aulas com maior segurança.

“Estamos caminhando para que Mato Grosso esteja 100% vacinado. Mas importante o veto para que consigamos colocar em lei, até para que as cidades que não estejam cumprindo com a vacinação dos profissionais da educação venham a cumprir”, argumentou.

O deputado Wilson Santos (PSDB), por sua vez, classificou a discussão como inócua.

“Estamos discutindo, batendo cabeça, mas é uma votação inútil. Quando retornarem as aulas, em agosto, todos estarão vacinados, se Deus quiser”, disse.

Por Camila Ribeiro, Agora MT

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.