Notícias

Profissionais da educação são os que menos compareceram para se vacinar contra a Covid-19 em Cuiabá

Publicado em 14 de junho de 2021

Em segundo lugar, ficaram as pessoas com comorbidades, na faixa etária dos 50 aos 54 anos, e em terceiro lugar, os profissionais da saúde.

Os profissionais da educação são os que menos compareceram para a vacinação contra a Covid-19, entre os dias 1° e 12 deste mês, conforme dados divulgados pelo Banco de Dados da Secretaria de Saúde de Cuiabá.

Em segundo lugar, ficaram as pessoas com comorbidades, na faixa etária dos 50 aos 54 anos, e em terceiro lugar, os profissionais da saúde.

Juntos, eles somam 3,5 mil pessoas que não compareceram para serem vacinadas nos dias e horários marcados.

Em feriados e nos fins de semana, em Cuiabá, cerca de 75% das pessoas agendadas para receber a vacina não compareceram.

Vacinação dos professores começou no polo do Senai em Cuiabá — Foto: Davi Valle

Vacinação dos professores começou no polo do Senai em Cuiabá — Foto: Davi Valle

Já em Várzea Grande, região metropolitana da capital, 1.945 pessoas não cumpriram o agendamento entre os dia 5 e 12 deste mês.

G1 fez uma enquete para saber por que muitas pessoas têm faltado ao agendamento.

O resultado mostrou que 37,42% dos que responderam a pesquisa alegaram burocracia no processo de agendamento. Outros 32,5% disseram que faltam informações, e 24,54% não acreditam na eficácia das vacinas na prevenção à Covid.

Cientistas apontam que a vacina é o caminho mais eficaz para combater a pandemia, pois faz o corpo humano produzir anticorpos contra o coronavirus, o causador da doença que levou à morte mais de um 1,8 milhão pessoas no mundo.

Até esta segunda-feira (14), Cuiabá vacinou 177.118 com a primeira dose e 62.983 com a segunda.

Por TV Centro América

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.