Notícias

Pernambucano foi morto em hotel por homofobia e 2 são presos em MT

Publicado em 21 de julho de 2021
Dois homens foram presos pela Polícia Civil ontem (20) pela morte do pernambucano José Rinaldo Leonel da Silva, 36, assassinado durante uma discussão, no domingo (11), no Castellu’s Acqua Park Hotel, em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá). A motivação do crime seria homofobia. As prisões foram efetuadas pela Divisão de Homicídios da Delegacia de Sorriso.

Uma delas foi cumprida na cidade. O outro investigado, o que fez os disparos, foi preso em Lucas do Rio Verde ( a 240 km da Capital), depois que a Delegacia de Sorriso passou informações para unidades de segurança na região.

O veículo do investigado foi visualizado em câmeras na BR-163 e, após uma blitz, ele foi detido pela Polícia Militar e encaminhado à delegacia de Lucas do Rio Verde.

Reprodução

Jose rinaldo leonel silva morte

De acordo com as investigações da Polícia Civil, um dos bandidos teve um desentendimento com o namorado de José Leonel, que supostamente teria tentado tocá-lo, minutos antes, no banheiro do clube. Em seguida, o rapaz de 25 anos chamou alguns colegas e foi até a mesa da vítima para tirar satisfação, quando ocorreu uma discussão e, na sequência, o suspeito sacou uma arma e atirou contra José Leonel, dentro do salão.

Um dos disparos atingiu a perna de um funcionário do clube, que foi socorrido em uma unidade de saúde e liberado posteriormente. Oitivas de testemunhas e imagens de câmeras de segurança, que foram reunidas durante a investigação do crime, confirmaram a sequência de ações que terminaram com a morte de José Leonel.

Reprodução

Jose rinaldo leonel silva morte

Após o cumprimento dos mandados, os dois bandidos foram encaminhados para realização de exame de corpo de delito e em seguida foram enviados à unidade prisional de Sorriso, onde permanecem à disposição do poder Judiciário.

O caso

Donos do local informaram que ele se envolveu em uma discussão, que tentaram apartar, mas sem sucesso. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Depois, ele foi levado para uma funerária da cidade, que foi encaminhado para Recife, onde mora a família da vítima.

Bárbara Sá, RD News

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.