Notícias

PEC do voto impresso foi derrotada; veja como deputados de MT votaram

Publicado em 06 de agosto de 2021

Proposta que previa impressão do voto teve 23 votos contrários e apenas 11 favoráveis na Comissão Especial

Imagem: valtenir medeiros PEC do voto impresso foi derrotada; veja como deputados de MT votaram
Valtenir Pereira (MDB) votou contra e José Medeiros (Podemos) foi favorável à proposta derrotada na Comissão – Foto: Reprodução

Os dois deputados federais de Mato Grosso que integram a comissão especial da ‘PEC do Voto Impresso’ (PEC 134/19) tiveram posições diferentes na votação realizada ontem na Câmara dos Deputados. José Medeiros (Podemos), aliado de Bolsonaro, votou a favor. Já Valtenir Pereira (MDB) foi contra. A proposta foi recusada ontem (05) com 23 votos contrários e apenas 11 favoráveis.

Os deputados mato-grossenses seguiram as orientações partidárias. O Podemos e também o PSL, o PP, PTB e o Republicanos recomendaram voto a favor da PEC do voto impresso. Já o MDB, PT, PL, PSD, PSDB, PSB, DEM, PSOL, PC do PB, PV e o Solidariedade recomendaram que suas bancadas votassem contra a mudança.

Na sessão de ontem o s deputados analisaram o texto substitutivo apresentado pelo relator, deputado Filipe Barros (PSL-PR), que propôs a contagem pública e manual de votos obrigatoriamente impressos. Além disso, a proposta previa que a futura lei sobre a execução e os procedimentos de votação teria aplicação imediata. Em geral, regras eleitorais só entram em vigor se aprovadas um ano antes do pleito.

Diante da derrota, o deputado Júnior Mano (PL-CE) foi designado para redigir parecer em sentido contrário ao rejeitado, ou seja, contrário à PEC. A expectativa é que o novo texto seja apreciado já na próxima reunião da comissão, marcada para amanhã, a partir das 18h.

O deputado Júnior Mano pode produzir uma nova proposta ou simplesmente recomendar o arquivamento.

BATALHA
O resultado de ontem foi uma derrota para o presidente Jair Bolsonaro, principal defensor da reimplantação do voto impresso no Brasil. Mas a batalha deve continuar no Poder Legislativo. Ontem mesmo o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP/AL), sinalizou que a PEC 134 poderá ter uma nova chance.

Em conversa com parlamentares e jornalistas, Arthur Lira informou que poderá submeter a PEC à apreciação do Plenário, apesar do placar de ontem na Comissão.

“Comissões especiais não são terminativas, são opinativas, então sugerem o texto, mas qualquer recurso ao Plenário pode ser feito”, disse Lira apontando que o debate pode continuar.

VOTAÇÃO
Veja abaixo como foi o voto de todos os deputados que integram a Comissão Especial da Câmara dos Deputados sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 135/19

Deputados favoráveis à PEC do Voto Impresso
Evair de Melo (PP-ES)
Guilherme Derrite (PP-SP)
Pinheirinho (PP-MG)
Bia Kicis (PSL-DF)
Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
Filipe Barros (PSL-PR)
Aroldo Martins (Republicanos-PR)
Marco Feliciano (Republicanos-SP)
Paulo Martins (PSC-PR)
Paulo Bengtson (PTB-PA)
José Medeiros (Podemos-MT)

Deputados contrários à PEC do voto impresso
Geninho Zuliani (DEM-SP)
Kim Kataguiri (DEM-SP)
Valtenir Pereira (MDB-MT)
Raul Henry (MDB-PE)
Júnior Mano (PL-CE)
Marcio Alvino (PL-SP)
Edilazio Junior (PSD-MA)
Fábio Trad (PSD-MS)
Rodrigo Maia (sem partido-RJ)
Tereza Nelma (PSDB-AL)
Paulo Ramos (PDT-RJ)
Perpétua Almeida (PCdoB-AC)
Marreca Filho (Patriota-MA)
Orlando Silva (PCdoB-SP)
Israel Batista (PV-DF)
Bosco Saraiva (Solidariedade-AM)
Arlindo Chinaglia (PT-SP)
Carlos Veras (PT-PE)
Odair Cunha (PT-MG)
Aliel Machado (PSB-PR)
Milton Coelho (PSB-PE)
Fernanda Melchionna (PSOL-RS)
Paulo Ganime (Novo-RJ)


Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.