Notícias

Menino de 3 anos confirma à polícia que ele e o irmão foram agredidos pela mãe e o padrasto em Cristalina

Publicado em 08 de julho de 2021

Agressões foram descobertas após mulher levar caçula a hospital e alegar que lesões surgiram após queda de carrinho de bebê. Médico desconfiou e chamou a polícia. Casal está preso.

O menino de 3 anos que está internado com lesões pelo corpo contou aos policiais que o padrasto e a mãe foram os responsáveis por agredir ele e o irmão mais novo, de 1 ano e 11 meses, em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal. A Polícia Civil prendeu o casal por suspeita de tortura e tentativa de homicídio. O caçula também está em internado, mas em estado gravíssimo, segundo o delegado Juliano Campestrini.

A mulher e o marido foram presos na terça-feira (6) e, até as 10h desta quinta-feira (8), não tinham apresentado um advogado de defesa. O delegado disse que eles optaram por ficar em silêncio durante o depoimento.

A declaração do menino aos policiais foi dada enquanto ele era levado para ser atendido em um hospital.

“Como a criança de 3 anos deu entrada no hospital posteriormente ao irmão, durante esse encaminhamento, essa criança falou que quem teria produzido as lesões nela seriam o padrasto e a mãe. O caso chocou todo mundo”, comentou Campestrini.

Ferimentos no corpo do menino de 1 ano e 11 meses — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Ferimentos no corpo do menino de 1 ano e 11 meses — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Prisão

 

As agressões foram descobertas após a mãe levar o filho mais novo para ser atendido em um hospital na terça-feira. O médico plantonista suspeitou das lesões e a questionou sobre como foram causadas. A mulher alegou que o menino caiu de um carrinho de bebê, o que causou desconfiança na equipe.

A Polícia Militar, então, foi chamada e decidiu conduzir a mãe para a delegacia. Depois, o garoto mais velho foi levado ao hospital.

Em seguida, a Polícia Civil encontrou o padrasto escondido em uma casa no mesmo bairro onde mora, após tentar fugir, e o prendeu.

“Com o padrasto, encontramos um chinelo que tem as marcações na sola muito parecidas com as lesões que aparecem no dorso das crianças. Por isso, o objeto foi apreendido para perícia”, explicou o delegado.

 

O casal está preso no presídio de Cristalina à disposição da Justiça de Goiás.

Irmãos internados

 

Os meninos estão internados em um hospital do Distrito Federal. Segundo a polícia, o mais novo recebe tratamento numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Como o nome do hospital não foi divulgado, o G1 não conseguiu mais informações sobre o estado de saúde das crianças nesta quinta-feira (8).

Chinelo do padrasto apreendido pela Polícia Civil para perícia em Cristalina — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Chinelo do padrasto apreendido pela Polícia Civil para perícia em Cristalina — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Por Rafael Oliveira, G1 GO

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.