Notícias

Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de SP

Publicado em 29 de julho de 2021
Incêndio atinge prédio da Cinemateca, na Vila Leopoldina, em SP — Foto: Reprodução/Ariane Breyton

Incêndio atinge prédio da Cinemateca, na Vila Leopoldina, em SP — Foto: Reprodução/Ariane Breyton

Um incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, nesta quinta-feira (29).

O Corpo de Bombeiros informou que recebeu um chamado para fogo em edificação comercial por volta das 18h na Rua Othão, 290. No endereço há um conjunto de galpões, de cerca de 6.356 m² de área construída, onde parte do acervo da Cinemateca Brasileira é guardado. O incêndio não ocorreu na sede da Cinemateca Brasileira, que fica na Vila Mariana.

De acordo com informações preliminares, não houve vítimas. Quinze viaturas com quase 50 bombeiros foram enviadas para combater o fogo. Segundo o major Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros, no galpão há materiais altamente inflamáveis. Os bombeiros disseram ainda que a estratégia para combater o incêndio é impedir que o fogo se alastre para galpões vizinhos.

“Nós temos o registro de ser um local onde temos diversos materiais combustíveis diferentes. Arquivos de filmes, que têm acetato altamente inflamável, e todos os materiais que compõem a edificação”, disse Major Palumbo.

 

Em entrevista à TV Globo, a diretora-executiva da Sociedade Amigos da Cinemateca, Maria Dora Mourão, disse que o galpão atingido pelo fogo era o único em uso dentre os galpões da Cinemateca. No local são armazenados documentos e filmes de longas e curta-metragens, um “acervo relevante”.

No ano passado, um temporal alagou o galpão e parte do acervo foi comprometido. A instituição não revelou quais itens foram danificados.

Em 2016, um outro galpão da Cinemateca Brasileira, ao lado da sede da Vila Mariana, foi atingida por um incêndio que destruiu cerca de 500 obras.

Bombeiros tentam combater fogo em galpão da Cinemateca Brasileira na Zona Oeste de SP
Bombeiros tentam combater fogo em galpão da Cinemateca Brasileira na Zona Oeste de SP
Incêndio em galpão da Cinemateca, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo. — Foto: Reprodução/TV Globo

Incêndio em galpão da Cinemateca, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo. — Foto: Reprodução/TV Globo

Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira em SP
Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira em SP
Incêndio no galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Sul de SP.  — Foto: Reprodução/TV Globo

Incêndio no galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Sul de SP. — Foto: Reprodução/TV Globo

Fogo em galpão da Cinemateca — Foto: Reprodução

Fogo em galpão da Cinemateca — Foto: Reprodução

Abandono da Cinemateca

 

Em julho de 2020, o Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) entrou com uma ação na Justiça contra a União por abandono da Cinemateca Brasileira. A promotoria questionava a falta de contrato para gestão da instituição.

O contrato para administração da Cinemateca firmado entre o governo federal e a Organização Social (OS) Associação Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) terminou no dia 31 de dezembro de 2019 e, desde então, não houve nova licitação. Desde 15 de janeiro, a Sociedade Amigos da Cinemateca faz a gestão da Cinemateca Brasileira até que uma nova organização social assuma a administração.

Na ação judicial, a promotoria destacou problemas como risco de incêndio, falta de vigilância, atrasos nas contas de água e luz, e atraso no pagamento de salários.

No entanto, em maio deste ano, o MPF suspendeu a ação contra a União depois que o governo federal se comprometeu a mostrar as ações implementadas pela preservação do patrimônio no prazo de até 45 dias.

Por G1 SP e TV Globo — São Paulo

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.