Notícias

Governador decretará “mini lockdown” em MT com fechamento de comércio a partir das 19h

Publicado em 01 de março de 2021

Mayke Toscano
FERNANDA ESCOUTO
DA REDAÇÃO

Mendes decretará “mini lockdown” em MT com fechamento de comércio a partir das 19h

 

Em reunião com os chefe dos Poderes e instituições públicas, o governador Mauro Mendes (DEM) informou os números atuais da pandemia no Estado e comunicou a decisão de decretar um “mini lockdown”, que na verdade é um toque de recolher em todos 141 municípios de Mato Grosso. O decreto será encaminhado em regime de urgência à Assembleia Legislativa e prevê o fechamento das atividades não essenciais, já nesta terça-feira (2), a partir das 19h até às 5h, pelo período de 15 dias. A fiscalização ficará por conta da Polícia Militar.

Vamos apoiar o governador e esperamos que com isso reduza o número de infectados no nosso Estado”, disse o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Guilherme Maluf, que pouco antes do encontro com o governador havia se manifestado contra o lockdown.

“Eu sou favorável a medidas mais restritivas. O lockdown é um extremo, né? Eu acho que existem medidas antes do lockdown que poderiam ser tomadas”, disse.

Os prefeitos serão comunicados ainda nesta segunda-feira.

O deputado estadual Dr João (MDB) comentou com a imprensa a medida que deve ser adotada pelo governo do Estado.

“Todo mundo concordou. Que não gostou muito foi o comércio, que queria que fosse até às 22h”, pontuou.

“Na minha opinião se colocar até 22h, a pessoa vai desobedecer, vai para rua. Acho que assim, esse semi lockdown vai dar certo. Temos que fazer essa tentativa, está morrendo muita gente”, completou.

Segundo o defensor público geral Clodoaldo Queiroz, que também esteve na reunião, a Polícia Militar fará a fiscalização nos bairros. Ainda conforme Clodoaldo, os municípios não poderão afrouxar as medidas.  “Queremos que a economia continue girando, os empregos sejam garantidos. O comércio que funciona a noite terá o maior sacrifício realmente, mas os deliverys estão autorizados até às 22 horas”, ressaltou.

O decreto será encaminhado em urgência à Casa de Leis.

Multas

De acordo com a proposta do governo, quem for pego circulando na rua após as 21 horas poderá pagar multa de R$ 180. “As pessoas terão que ter justificativa para estar na rua a partir das 21h”, disse Clodoaldo descartando prisão para quem descumprir o toque de recolher.


Baixe o APP da Rádio 93

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.