Notícias

Enfermeira goiana vence prêmio de empreendedorismo com projeto de pulseira para aferir pressão de grávidas hipertensas

Publicado em 07 de fevereiro de 2022

A enfermeira goiana Flávia Sales, de 34 anos, venceu um prêmio de empreendedorismo com o projeto de uma pulseira para aferir a pressão de grávidas hipertensas. Ela e a colega de profissão, Janaína de Oliveira, de 41 anos, criaram um produto que monitora e envia dados para uma equipe médica.

“Com a pulseira, a gestante pode ficar em casa e ser acompanhada. Os dados serão enviados para uma equipe médica e a gestante receberá pelo celular uma resposta”, explicou Flávia.

 

O concurso é o Prêmio Padre Francisco Xavier Roser SJ de Empreendedorismo de inovação (Prêmio Roser). De acordo com a organização do evento, a competição é de nível nacional e visa identificar novos talentos e soluções inovadoras para problemas atuais. As enfermeiras ganharam o primeiro lugar com o projeto “Prisma”.

A goiana Flávia Sales ao lado da colega Janaina de Oliveira, vencedoras de prêmio de empreendedorismo — Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

A goiana Flávia Sales ao lado da colega Janaina de Oliveira, vencedoras de prêmio de empreendedorismo — Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Segundo as estudantes, a proposta nasceu em sala de aula. Flávia e Janaína são alunas de mestrado profissional em enfermagem e durante uma disciplina de tecnologia da saúde tiveram a ideia de criar um produto que pudesse auxiliar na gestação.

De acordo com Flávia, a proposta principal é dar mais conforto e segurança durante a gestão de uma grávida hipertensa.

Próximo passo

 

Com a vitória na competição, as estudantes ganharam como um dos prêmios seis meses de aceleração do projeto em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, que está programado para acontecer ainda este ano.

“Somos enfermeiras há 15 anos e é muito gratificante! Somos mulheres e estamos quebrando barreiras. Fui uma gestante que a partir da 21ª semana tive alterações de pressões. Me senti desprotegida. Pensando nisso, queremos dar àquelas gestantes maior qualidade de vida”, comentou Janaína.

Flávia, que é de Goiânia, contou que o próximo passo é conseguir parcerias e investimentos para que a ideia saia do papel e vá para os consultórios.

“Saí daqui para estudar e quero trazer esse projeto para Goiás. A hipertensão é uma doença que pode causar morte durante a gestação ou parto, essa morte pode ser evitada com monitoramento, e é isso que desejamos alcançar com a pulseira”, informou.


Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.