Notícias

Cuiabá sai na frente e vence o Operário por 2 a 1 no jogo de ida da final

Publicado em 17 de maio de 2021

O Tricolor Várzea-grandense bem que tentou superar o Dourado, mas não foi feliz nas finalizações e fica em desvantagem na decisão

ADMAR PORTUGAL
Da Reportagem

O Cuiabá Esporte Clube venceu o Clube Esportivo Várzea-grandense, por 2 a 1 na manhã deste domingo (16), no jogo de ida da final do Campeonato Mato-grossense na Arena Pantanal.

No jogo de volta programado para a manhã do próximo domingo (23) , no mesmo local,  o Dourado tem a vantagem do empate para ser campeão.

O Dourado abriu o placar aos 4min com Josiel e Operário empatou com Vinícius aos 20 do primeiro tempo. Mas aos 18 do segundo o zagueiro Marllom subiu mais alto que a zaga Tricolor e marcou o gol da vitória.

O Dourado teve a iniciativa de buscar o gol, mas só teve sucesso na falha do goleiro Elias, que espalmou chute de Guilherme Pato nos pés do atacante Josiel, que livre de marcação abriu o placar aos 4 minutos. O gol não abalou o Tricolor Várzea-grandense, que bem postado no setor defensivo corta ao ataques do Dourado. O gol de empate veio aos 20 minutos, também em falha de Pierini.

Rafael Gava com a pose da bola tocou para Pierini e o meia Vinícius, atento na jogada chegou primeiro na bola, deu uma meia lua no Pierini e ficou de frente para o gol de Walter, que nada pode fazer para evitar o gol de empate, 1 a 1. O jogo ficou equilibrado depois do empate e ambos os finalistas ainda criaram boas chances de gols, principalmente o Dourado. Mas o goleiro Elias, se redimiu da falha e por pelo menos duas vezes salvou o Operário de sofrer o segundo gol.

Na etapa final o jogo ficou mais cadenciado, principalmente nos minutos iniciais. O Cuiabá começou melhor e levou perigo ao gol de Elias enquanto o Tricolor buscava nos contra-ataques, mas sem objetividade e foi assim até o final. O técnico Tricolor Leocir Dall’astra, inconformado com o resultado, culpou o árbitro Rodrigo da Fonseca Silva, onde foi advertido com o cartão amarelo.

Alias o árbitro distribuiu seis cartões durante o jogo, todos para o Tricolor Várzea-grandense.  O Cuiabá anotou o segundo gol aos 18 minutos em uma falta cobrada no setor direito do campo. Rafael Gava lançou na área e o zagueiro Marllon subiu no segundo andar e cabeceou com precisão no canto esquerdo do goleiro Elias que nada pode fazer para evitar o gol, 2 a 1. O Operário teve reais chances de empatar, primeiro com Tony Júnior, depois com Wellisson e por último com Luiz, todos sem sucesso nas finalizações.

OPERÁRIO – 1

Elias; Matheus Ferreira (Levi), Boré, Neguetti (Lucas Cardoso) e Jeferson; Odair Júnior, Vinícius, Felipe Tchele (Luan) e Toni Júnior (André); Carlos Alberto e Wellisson (Luiz). Técnico: Leocir Dall’astra

CUIABÁ – 2

Walter; Lucas Ramon, Marllon, Anderson Conceição e Uendel; Pierini, Guilherme Pato (Elton), Rafael Gava e Camilo; Josiel e Jonathan Cafú (Raul). Técnico: Alberto Valentim

Gols: Josiel aos 4; Vinícius aos 20 do 1º. Marllon aos 18 do 2º

Cartões amarelos: Felipe Tchele, Luan, Neguetti Carlos Alberto, Wellisson e Leocir Dall’astra (Ope);

Árbitro: Rodrigo da Fonseca Silva. Assistentes: Renan Antonio Angelim e Rodolfo Campos Ortiz

Local: Arena Pantanal, Cuiabá


Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.