Notícias

Congresso Nacional abre hoje seminário sobre população LGBTQIA+

Publicado em 28 de junho de 2021

Evento será realizado hoje e amanhã com possibilidade de participação virtual; objetivo é discutir a participação da população LGBTQIA+ e avaliar;os direitos já conquistados

Deputados e senadores convidaram autoridades e representantes de várias entidades para discutir direitos e combate à discriminação – Foto: Reprodução

A Câmara dos Deputados, em parceria com o Senado, realiza hoje e amanhã (28 e 29) o XVIII Seminário LGBTQIA+ do Congresso Nacional, com o tema Construção Democrática e Participação Social: os desafios para a cidadania LGBTQIA+ frente à pandemia.

O objetivo do evento é discutir a participação da população LGBTQIA+ nos mais variados espaços; atentar para os direitos já conquistados; e estimular envolvimento desta população em políticas de participação e de controle social nos Três Poderes, o que tem contribuido para o fomento de novos marcos legais e judiciais no país.

A programação será aberta nesta segunda-feira, às 17h, com transmissão ao vivo pelo canal da Câmara no YouTube. Amanhã as apresentações começaram à partir das 09 horas. O seminário acontecerá de forma virtual e para participar é necessário fazer a inscrição.

O evento é uma realização das comissões de Legislação Participativa; Direitos Humanos e Minorias; Trabalho, Administração e Serviço Público; Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e de Defesa dos Direitos das Mulheres da Câmara dos Deputados e da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal.

Confira abaixo programação dos dois dias do evento:

PROGRAMAÇÃO DO DIA 28 DE JUNHO

17h – Execução do Hino Nacional por artista convidado a ser confirmado.
17h05 – Mesa Paulo Gustavo (mesa de abertura do seminário): Abertura oficial com a presença de líderes partidários, parlamentares e movimentos sociais nacionais.
18h20 – Saudação des influenciadores e artistas ao XVIII Seminário LGBTQIA+ do Congresso Nacional.
18h40 – Vídeo em homenagem às pessoas LGBTQIA+ vítimas da COVID-19 e LGBTQIA+fobia no Brasil (in memoriam).
18h45 – Apresentação artística com artista a confirmar.
19h – Encerramento da abertura oficial e projeção comemorativa do Dia do Orgulho LGBTQIA+ no edifício do Congresso Nacional

PROGRAMAÇÃO DO DIA 29 DE JUNHO

9h – Mesa Keron Ravach – A segurança pública e a LGBTQIA+fobia no cotidiano brasileiro
Debatedores:
Guilherme Ferreira (RS) – Doutor em Serviço Social e professor adjunto na UFRGS. Ativista e assistente social voluntário na ONG SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade, onde integra o projeto Passagens – Rede de Apoio a LGBTs nas Prisões. Coordenador do Grupo de Pesquisa em Justiça, Direitos Humanos e Segurança (JUDIS/UFRGS). Membro do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, do Comitê Estadual Contra Tortura do RS e da Frente Estadual pelo Desencarceramento do RS.

Simone Brandão (BA) – Doutora em Cultura e Sociedade pela UFBA, mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais pela ENCE/IBGE e Assistente Social pela UFF; Jacqueline Brasil (RN) – Mulher trans integrante da Associação Nacional de Travestis e Transexuais, presidente da Atrevida-RN – Associação das Travestis Homens e Mulheres Transexuais do RN, Coordenadora da Casa Brasil – casa de acolhimento para homens trans em situação de vulnerabilidade social em Extremoz/RN, vice presidente do conselho LGBT de Natal, titular no conselho estadual LGBT contra a LGBTfobia, conselheira estadual de saúde pública do RN, militar reformada da Marinha do Brasi; Alessandro Mariano – Coletivo Nacional LGBT do Movimento das/os Trabalhadoras/es Sem Terra; Representação do Ministério Público.

Mediação: Deputado David Miranda (PSOL/RJ) e Senador Fabiano Contarato (Rede/ES – a confirmar).

10h20 – Participação dos movimentos sociais inscritos; As inscrições dos movimentos sociais podem ser feitas através do link:

10h50 – Encerramento da mesa e apresentação cultural com artista a confirmar;

11h – Mesa João Nery – O acesso à saúde e a qualidade de vida da população LGBTQIA+
Debatedores: Margareth Gomes (RS) – doutora em Saúde Coletiva com tese sobre Saúde LGBT, pesquisadora em gênero, corpo, sexualidade e saúde. Professora da UFRJ, foi conselheira nacional do Conselho Nacional de Direitos da Mulher representando o MDS. – à confirmar; Heliana Hemetério (RJ) – Integrante da Comissão de Saúde do Povo Negro do Ministério da Saúde, foi conselheira Nacional LGBT – CNCD/LGBT e no Conselho Nacional de Saúde – CNS. Compõe a Rede Candaces e a Rede de Mulheres Negras. – à confirmar; Jacqueline Gomes de Jesus (RJ) – Professora de Psicologia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ). Docente Permanente do Programa de Pós-graduação stricto sensu em Ensino de História (ProfHistória) da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); Thaís Emília (SP) – Doutora em educação (Unesp), sua tese é sobre Intersexualidade. Presidente da Associação Brasileira Intersexo, Psicopedagoga no ambulatório de endocrinologia do Hospital São Paulo, mãe de intersexo; Benjamin Neves (MT) – homem trans, atual Secretário de Políticas Internacionais do IBRAT, Dr. em Educação (UERJ), Mestre em Ciências (UFRJ), Especialista em Gênero e Sexualidade (UERJ), professor das redes municipal e estadual de Mato Grosso e doutorando em Estudos de Cultura Contemporânea (UFMT). – à confirmar; Fernanda Coelho (MG) – militante bissexual feminista do Coletivo BIL – Coletivo de Mulheres Bissexuais e Lésbicas Trans e Cis, Conselheira Estadual de Saúde representante de usuáries LGBT, representante titular das Mulheres Bissexuais do Comitê Técnico de Saúde Integral LGBT de Minas Gerais, membra da Frente Bissexual Brasileira

Mediação: Deputada Vivi Reis (PSOL/PA – à confirmar) e Senador Humberto Costa (PT/PE – à confirmar).

12h20 – Participação dos movimentos sociais inscritos; As inscrições dos movimentos sociais podem ser feitas através do link:

12h50 – Encerramento da mesa e apresentação cultural com artista a confirmar.

13h – Encerramento das atividades na parte da manhã e pausa para almoço.

14h – Retorno das atividades.

14h – Mesa Lindolfo Kosmaski – A participação social da comunidade LGBTQIA+, as nossas lutas se encontram!

Debatedores: Jeruse Romão (SC) – Mestra em Educação e graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Catarina, escritora, sendo o lançamento mais recente o livro sobre Antonieta de Barros. – à confirmar; Fetxawewe (DF) – indígena dos povos Guajajara e Fulni-ô , não-binárie, estudante de ciência social da UnB, pesquisadore da resistência indígena e LGBTQIA+; Ruth Venceremos (DF) – Drag Queen, Diretora do Distrito Drag e integrante do Movimentos dos/as Trabalhadores/as Sem Terra; Carolina Iara (SP) – Mulher intersexo, travesti, positHIVa, e negra. Primeira e única vereadora intersexo eleita no Brasil, em uma candidatura coletiva no município de São Paulo. – à confirmar; Ariel Carvalho (PA) – Mulher lésbica, negra e amazônida, é formada em direito, faz parte do coletivo Lesboamazônidas e do Sapato Preto. Hoje é embaixadora do Todxs Brasil. – à confirmar.

Mediação: Vereadora do Município de São Paulo – Erika Hilton (PSOL – à confirmar) e Co-deputado Estadual de SP – Jesus dos Santos (PDT – à confirmar).

15h20 – Participação dos movimentos sociais inscritos; As inscrições dos movimentos sociais podem ser feitas através do link:

15h50 – Encerramento da mesa e apresentação cultural com a multiartista Gabriela Luz (PA) – Travesti, negra, nortista, multiartista, apresentadora, performer, professora e umbandista. – à confirmar

16h – Mesa Luana Barbosa – A assistência social e a educação para a garantia da cidadania LGBTQIA+

Léa Carvalho (RJ)) – Bióloga, professora da FAETEC, diretora pedagógica da Escola de Formação Técnica em Saúde Enfermeira Izabel dos Santos (ETIS/SES-RJ/RETSUS). Representante da Articulação Brasileira de Lésbicas (ABL); Lins Roballo (RS) – Vereadora no município de São Borja (PT/RS), Assistente Social, Mestra em Ciências Sociais pela PUC-RS e especialista em políticas públicas de violência intrafamiliar; Anahí Guedes de Melo (SC) – Antropóloga, doutora em Antropologia Social pela UFSC. É ativista surda lésbica membra do Mudiá – Coletiva de Visibilidade Lésbica de Florianópolis e também da Liga Brasileira de Lésbicas (LBL). Também é pesquisadora da Anis – Instituto de Bioética, coordenadora do Comitê Deficiência e Acessibilidade da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) e membro do GT Estudios Críticos en Discapacidad do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO); Tanaíra Silva Sobrinho (MS) – Professora, antropóloga, indígena do povo Terena, lésbica, cofundadora Coletivo LGBT Indígena Tibira. – à confirmar; Rogers Sabóia (CE) – Pedagogo – Especialista em Políticas Públicas para LGBT’S, Coordenador da Região Nordeste do Instituto Brasileiro de Transmasculinidades – IBRAT, Membro Fundador da Associação Transmasculina do Ceará, Secretário Nacional de Homens Trans da RNTTHP (Rede Nacional de Travestis, Mulheres Transexuais e Homens Trans, Vivendo e Convivendo com HIV/AIDS).

Mediação: Deputado Distrital Fábio Félix (PSOL – à confirmar) e Vereadora no município de Belo Horizonte – Duda Salabert (PDT – à confirmar).

17h20 – Participação dos movimentos sociais inscritos; As inscrições dos movimentos sociais podem ser feitas através do link:

17h45 – Encerramento da mesa e apresentação cultural com artista a confirmar.

17:50 – Agradecimentos.

17:55 – Apresentação cultural de encerramento do Seminário com artista a confirmar.

18h – Encerramento do XVIII Seminário LGBTQIA+ do Congresso Nacional.

Por Agora MT


Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.