Notícias

Bebê que perdeu a mãe para a Covid durante o nascimento tem alta após 1 mês na UTI

Publicado em 24 de junho de 2021

Recém-nascida foi registrada pelo pai como Caroline Vitória, em homenagem à mãe que tinha o mesmo nome.

Caroline Vitória recebeu alta nesta quinta-feira (24) — Foto: Eliatan Brandão/Arquivo pessoal

Caroline Vitória recebeu alta nesta quinta-feira (24) — Foto: Eliatan Brandão/Arquivo pessoal

A recém-nascida Caroline Vitória, que nasceu prematura após a mãe morrer de Covid-19 durante o parto, no dia 29 de maio, recebeu alta nesta quinta-feira (24), em Cuiabá. Ela nasceu de 7 meses, em estado gravíssimo, e ficou em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o nascimento.

O pai Eliatan Brandão da Silva, de 27 anos, contou ao G1 que a família é de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, onde a bebê nasceu, mas que está na capital há quase um mês para o tratamento da filha.

Segundo ele, o último mês foi um dos períodos mais difíceis na vida dele.

“Nunca imaginei passar por isso. Foi tudo muito rápido. Eu tinha que enterrar a minha esposa e ao mesmo tempo correr para salvar minha filha. Minha cabeça ficou muito ruim”, disse.

 

Bebê ficou quase 1 mês em uma UTI neonatal em Cuiabá — Foto: Defensoria Pública-MT/Divulgação

Bebê ficou quase 1 mês em uma UTI neonatal em Cuiabá — Foto: Defensoria Pública-MT/Divulgação

Eliatan contou que os médicos disseram que a bebê teria apenas 6 horas de vida, caso não fosse encaminhada para uma UTI neonatal. Na ausência da mãe, o jovem recebeu a ajuda de amigos e da equipe médica para cuidar da bebê até conseguir a transferência da filha.

“Era para ser transferida para Goiânia, mas rejeitaram. Foi uma luta .Os médicos me falaram que tinha que tirar a bebê o mais rápido possível”, relembrou.

A recém-nascida realizou exames para confirmar que não foi infectada pelo coronavírus e, no dia seguinte, foi transferida de UTI aérea de Barra do Garças para Cuiabá, após determinação da Justiça. A ação para a transferência urgente foi proposta pela Defensoria Pública Estadual (DPE).

Eliatan Brandão e a mulher tiveram 3 filhos — Foto: Eliatan Brandão/Arquivo pessoal

Eliatan Brandão e a mulher tiveram 3 filhos — Foto: Eliatan Brandão/Arquivo pessoal

Homenagem

 

O nome da filha, segundo Eliatan, é uma homenagem para a mãe, de 24 anos, que se chamava Carolinne Naiara Rodrigues Silva.

Agora o pai se prepara para voltar para Barra do Garças com a filha. Ele e Carolinne tiveram outros dois filhos, de 4 e 7 anos.

Amigos e familiares estão arrecadando alimentos e roupas para a bebê para ajudá-lo no retorno à cidade.

Por G1 MT

Baixe o APP da Rádio 102.1

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.