Notícias

FECHA TUDO NA PANDEMIA Mendes: “Lockdown é medida extrema e vamos lutar para evitar”

Publicado em 10 de março de 2021

“Lockdown é medida extrema e vamos lutar para evitar”, diz Mendes

Governador ainda disse torcer para que não seja necessário ampliar toque de recolher em Mato Grosso

Mayke Toscano/Secom-MT

O governador Mauro Mendes: “Governo está fazendo um esforço extraordinário”
CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) descartou por ora, na tarde desta quarta-feira (10), a possibilidade de implementar medidas mais duras, como fechamento total de vias e atividades econômicas, o chamado “lockdown”, no Estado, por conta da pandemia da Covid-19.

“Lockdown é medida extrema, difícil. Vamos lutar com todas as forças e mecanismos possíveis para evitar que aconteça em Mato Grosso”, disse.

A declaração foi dada em coletiva à imprensa em que Mendes anunciou a abertura de 810 leitos – clínicos, de UTI e “home care” – para o tratamento de pacientes infectados pela Covid.

Com a abertura dos leitos, Mendes espera fortalecer o sistema de saúde do Estado e afrouxar as medidas restritivas de circulação de pessoas, aos moldes do decreto que está vigorando.

Com a abertura dos leitos, Mendes espera fortalecer o sistema de saúde do Estado e afrouxar as medidas restritivas de circulação de pessoas, aos moldes do decreto que está vigorando.

“O Governo está fazendo um esforço extraordinário, as prefeituras estão fazendo, os profissionais de saúde estão fazendo, os prestadores de serviço estão fazendo”, afirmou.

“Estamos fazendo o possível e o impossível. Qualquer boa ideia que possamos colocar em prática, estamos acolhendo e implantando”, acrescentou.

Análise dia a dia

Mendes ainda foi questionado sobre a possibilidade de ampliação de vigor do decreto que determina, entre outras medidas, o toque de recolher entre às 21h e 5h. A medida tem validade até a próxima quinta-feira (18).

O governador afirmou que a análise será feita dia a dia, que não irá antecipar decisões, mas disse torcer para não ser necessário a ampliação.

“Estamos tomando medidas para ampliar o sistema de Saúde. Não só leitos de UTI, mas também na estratégia de enfermaria, de testagem, na colocação de recurso nas mão dos municípios”, enumerou.

“É um conjunto de estratégia que, seguramente, vai produzir resultados positivos. Vamos avaliar dia a dia, hora a hora, para tomar decisões. Não posso aqui antecipar decisões. Esperamos que não seja necessário”, completou.


Baixe o APP da Rádio 93

Agora você pode nos ouvir em qualquer lugar com acesso à internet. Disponibilizamos para você, além do áudio, informações de contato e acesso às nossas páginas na internet.